• José Leonídio

Releitura da história: samba enredo que ultrapassou o tempo?

Quando uma obra alcança a quase unanimidade, ela se torna eterna. E não importa qual o ramo da arte a que pertença.Há exatamente 37 anos, por solicitação do presidente do Grêmio Recreativo Escola de Samba Em Cima da Hora, o Gonçalves, desenvolvemos o tema enredo “33, Destino Dom Pedro II”.


Este tinha como linha mestra a viagem dos trabalhadores no trem da Central do Brasil de número 33, de Japeri até Estação Gare Dom Pedro II. O enredo foi conquistando a simpatia da comunidade e culminou com a escolha do samba enredo, por votação democrática dos frequentadores da quadra da agremiação.


Se o enredo agradava a maioria dos componentes da Em Cima da Hora e os cavalcantinenses, o samba enredo de Guará e Jorginho das Rosas caiu no gosto popular e da imprensa, levando a elaboração de um clip da extinta Rede Manchete e sob a direção do cineasta Nelson Pereira dos Santos.


A conquista do Estandarte de Ouro como melhor samba enredo do grupo de acesso deu à Em Cima da Hora a chance de retornar para o grupo especial no ano da inauguração do Sambódromo da Marquês de Sapucaí.


O tempo passou, mas o “33: Destino, Dom Pedro II” tornou-se um dos hinos da agremiação e um dos dez melhores sambas de todos os tempos: seus acordes ficaram bailando no ar por todo este tempo e, agora, irá encantar novamente a Avenida do Samba.


Qual não foi nossa surpresa, minha e de minha esposa Regina Celi, quando tomamos conhecimento da releitura do tema enredo por nós proposto em 1983 pela Em Cima da Hora para o carnaval de 2021?!


Em 2019, reuni todas as sinopses dos enredos criados ao longo de 25 anos de atividades em escolas de samba e blocos no livro Enredando Ilusões. “33, Destino: Dom Pedro II” é exatamente o que abre o Enredando.


Parabenizo a Direção do Grêmio Recreativo e Escola de Samba Em Cima da Hora pela iniciativa. Quem quiser tomar conhecimento da sinopse que deu origem ao samba que esteve no momento histórico da inauguração do Sambódromo da Marques do Sapucaí em 1984 e a volta da Escola ao grupo especial, está disponível, na íntegra e gratuitamente, pelo www.joseleonidio.com.br.

Termino citando Richard Bach:


Existem todas as possibilidades, a mais absoluta liberdade de escolha. Como em um livro, onde cada letra permanece para sempre na página, mas o que muda é a própria consciência que escolhe o que quer ler, e o que deixar de lado.”



40 visualizações

JOSÉ LEONÍDIO©2020

DESENVOLVIDO POR TATIANA AGRA