• José Leonídio

Pílulas Literárias #83 - A escrita da vida

Nos cadernos da vida, as páginas em branco são pautadas para escrevermos o hoje.


O ontem está grafado com tinta que não se apaga. Não existe borracha para o ontem.


O talho da letra que preencherão as linhas do nosso diário, poderão ser no estilo floreado, onde o sentimento predomina, ou nos "garranchos" onde a falta de conhecimento e a pressa nos impõe.


Não somos garatujas, sinalamos nas linhas o que vai dentro de nós.


Em certos momentos, deixamos borrões ou rasuras, na tentativa de mudar o que está registrado, impossível.


Estas são nódoas, que nada, nem ninguém, retira.


A nós, cabe escolher o melhor momento e o tipo de letra que queremos.


Que nossa semana seja escrita, com a grafia do coração.




3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo