top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #80 - O Silêncio

O silêncio é aterrorizador. A não correspondência fere.


Existe uma diferença entre o silêncio do homo sapiens e o da natureza.


Somos comunicativos, a oralidade e tão expressiva quanto o olhar.


O silêncio da natureza não agride.


O silêncio proposital fere que nem punhal.


O que se passa do outro lado e por mais que forcemos uma resposta, mais adentra seu casulo.


Existe o silêncio momentâneo onde o diálogo necessita de respostas pensadas.


Agora o silêncio do estar presente fisicamente e ausente no diálogo deixa-nos no monólogo da nossa existência.


Sem a correspondência essencial para a convivência social.


Tenham um bom dia de bons diálogos.




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comentários


bottom of page