top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #77 - Contradição

Acostumamos ouvir que todos têm direito ao contraditório. É o juridiquês nos impondo sua forma de se comunicar.


Mas o que significa isso entre nós, pobres mortais?


O outro lado da moeda, a outra versão que habitualmente encontra a original.

E uma nova versão na ótica de quem a contesta.


Para dirimir dúvidas, é necessário a presença de um terçus, que às analisará e dará sua decisão, segundo o que lhe for mais convincente.


Por mais inocentes que sejamos, ao contrário do que seria o justo, o contraditório é defendido por verdadeiros artistas que representam o imponderável e pintam o outro lado com cores tão chamativas que associam a uma verdade, que só convencerá a quem julga.


Ao outro lado, a certeza de seus propósitos e a triste vitória da mentira explícita.




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page