top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #60 - Somos o que somos

Somos o que somos. Somos fruto da cronologia dos tempos, não somos atemporais. Uma citação que parece complexa, porém, ao analisarmos seu conteúdo, vamos perceber que nada mais somos do que fruto de nossa cronologia, ou seja, da sucessão do tempo que marca nossa evolução, nossa vivência através dos anos.


Nossas respostas às perguntas da vida dependerão da nossa sabedoria cronológica, o que acumulamos de experiência através do "Chronos" (tempo).


Enganam-se os que acreditam que o acúmulo de vivências seja sinônimo de um ser ultrapassado.


A idade cronológica é muito mais do que um tempo de vida, é a história viva não escrita, nem gravada, na ótica de quem as captura.


É a verdadeira história de quem as viveu.


Aqueles que chamam de ancião são, na verdade, o primeiro degrau da estrada da vida que iremos percorrer, porque contém os ensinamentos que precisaremos para ultrapassar os obstáculos da nossa caminhada.




4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page