top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #57 - Modus vivendi

Eu tenho sempre uma resposta na ponta da língua, essa é uma expressão que ouvimos frequentemente.


Serão respostas verdadeiras ou simplesmente uma frase elaborada para ser usada em determinadas ocasiões.


As respostas verdadeiras nem sempre as temos, porque em muitas ocasiões precisamos de analisar o questionamento para nós posicionarmos dentro de uma lógica que envolve nosso modus vivendi.


Existem perguntas que levaremos uma vida inteira e não encontraremos a resposta, não é porque sejamos inferiores ou não tenhamos conhecimento e sim porque não temos todos os elementos que nos permitam ter segurança só respondê-las.


Não é incomum nunca a encontramos e ficarmos com ilusão de que um dia virá.


Não é vergonha não ter a resposta, vergonha é falseá-la.


O não sei, vou procurar nestas horas talvez seja a melhor resposta, porque vem ungida pela sinceridade.




0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page