• José Leonídio

Pílulas Literárias #52 - Óbvio

É óbvio, que é óbvio.


Óbvio que significa uma situação fácil de compreender, de entender, clara. Nelson Rodrigues imortalizou o " OBVIO ULULANTE" aquele que grita, que e incontestável. Os óbvios, assim como as verdades, nos tempos de hoje passarão a ter data de validade.


O óbvio e a verdade de ontem ou a de hoje, podem deixar de sê-lo amanhã.


Os conceitos no dias atuais são mutáveis e nos chegam na velocidade da luz, através de fibras óticas que nada escondem. Não existem mais certezas que pululam à nossa frente e sim o óbvio descartável de hoje. Uma afirmação que parece incontestável neste momento em fração de segundos torna-se um grande absurdo sob a ótica de quem as contesta, e uma legião de seguidores a repicarão até que se torne a nova verdade, que poderá não ser mais amanhã.


Vivemos a crise do óbvio, o que acostumamos a enxergar como insofismável, perdeu-se no tempo. Os óbvios de hoje, mesmo os ululantes, tem validade curta, durarão somente até um novo conceito emergir através das fibras óticas.





1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Quantas vezes nos deparamos com a palavra incógnita no sentido de algo ou alguém não conhecido? É comum vê-la associada a mistérios, problemas, segredos, enigmas. Nas ciências exatas, como a Matemátic

Religião e Fé são duas palavras de origem latina que se completam. Religião, segundo alguns estudiosos, origina-se de religio, “louvor e reverência aos Deuses”, outra corrente, a re + ligare, com sent

Sinceridade, uma palavra de origem latina que faz parte do nosso dia a dia, que dá a noção de que quem é sincero carrega na sua substância de vida a franqueza, a lisura de caráter. Podemos até dizer d