top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #43 - Querer e desejar


Querer e desejar: duas palavras que aparentemente têm o mesmo sentido, porém, nas suas origens latinas, exprimem sentimentos diferentes.

Querer tem sua origem em quaerĕre, que corresponde a “tratar de obter”, "sentir vontade", desejo e provém de DESIDERARE, “esperar por, desejar, ter expectativa".


Se decompormos em DE +SIDERE, chegaremos a “esperar pelo que as estrelas trarão.

Embora sejam sinônimos, exprimem sentimentos diferentes, quando você quer alguma coisa tem uma conotação do real, no desejo, o imaginário. Não se quer amar, desejasse amar, o que envolve uma fusão de sentimentos. Já querer amar é unilateral: eu quero, porém sem a aura do desejo.


Quando quero e desejo, estou unindo as duas faces a do real e do imaginário.


Quando se quer e se deseja, complementamos nossos sonhos e nossos delírios.





0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

コメント


bottom of page