top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #36 - O novo e o nostálgico

Escutei há pouco tempo que ser moderno é "in" e conservar antigos hábitos, "out". Valores adquiridos e testados por várias gerações podem - e devem - ser adequados aos tempos atuais, mas nunca abandonados como se só fizessem parte do passado, uma peça de museu.

É certo que todo jovem, por ser jovem, é um contestador, e todo ancião, por ser ancião, é um conservador, mas a sabedoria dos tempos nos mostra que atualizar o passado com os valores modernos não é se render aos costumes das antigas gerações: é aproveitar experiências vividas, adaptando-as às conquistas atuais, até porque os avanços de hoje serão considerados ultrapassados amanhã.


A humildade de reconhecê-las e adaptá-las ao seu tempo é a grande sabedoria da modernidade na sua essência. O ontem volta hoje com nova roupagem e amanhã, com novas cores.


Abandonar o passado é tentar reinventar a roda.




6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page