• José Leonídio

Pílulas Literárias #31 - Sonhos

Sonhar um verbo de várias facetas, tanto pode ser transitivo direto com "ter um sonho", transitivo indireto, "sonhou que" ou intransitivo em "sonhos que são delírios ou pesadelos". Sonhar habitualmente está ligado aos nossos objetivos, desejos. Sonhar transita diretamente por nossa mente, porque é a mola que nos impulsiona às conquistas.


Quando deixamos o passado nos dominar, indiretamente abandonamos nossos sonhos.


Quando não conseguimos ou nos reprimimos deles, reagimos intransigentemente; nossas reações podem chegar aos delírios ou pesadelos. Sonhar é desejar algo ou alguém, é ter um objetivo para hoje, amanhã, semana que vem, próximo mês e ano.


É acreditar na transição direta do sonho para a realidade.


Nesse momento ele se realizará.




3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Existe uma diferença entre a gnose (conhecimento, sabedoria) do homo sapiens para as máquinas ditas inteligentes, que nos substituira em todos os nossos atos e obrigações. O conhecimento das ditas má