• José Leonídio

Pílulas Literárias #28 - Aferro

Ainda entrando na adolescência, ouvi alguém dizer que" fulano tinha conseguido seu objetivo AFERRO.


Na minha interpretação, à época, achei que tal conquista teria exigido muito esforço, gasto muita energia, como tirar um prego encravado num lenho revesso.


No então Científico, perguntei ao professor Ernani de português sobre a expressão AFERRO e sobre o que me parecia ser.


Tal não foi minha surpresa quando disse que a palavra nada tinha a ver com dificuldade e, sim, com a perseverança, ou seja, a pessoa persistente, que não desiste de seus sonhos e objetivos, leve o tempo que levar, pois sempre acreditará que um dia irá realizá-lo.


Naquela manhã, aprendi que conquistar suas metas de vida não exige força externa, e, sim, a interna, a energia que criamos em torno do que queremos.




3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Existe uma diferença entre a gnose (conhecimento, sabedoria) do homo sapiens para as máquinas ditas inteligentes, que nos substituira em todos os nossos atos e obrigações. O conhecimento das ditas má