top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #231 - A cor da pele

Os habitantes do planeta Terra assumem a cor da pele como o diferencial entre o puro e o impuro; a razão e a desrazão; o ser e o não ser.


O que muitos não sabem ou não querem admitir, é que temos as mesmas origens: a Eva negra, das zonas úmidas em Mgadikgadi, no Nordeste de Botsuana, África Meridional.


Sim, nos originamos nos pântanos e a deusa do Pantheon africano, Nanã Butique, é considerada a grande avó, a deusa da transmutação, que tem nos pântanos a sua simbologia maior.

Todos nós, digo TODOS NÓS, trazemos no nosso DNA Mitocondrial a firma (assinatura genética) da nossa verdadeira origem, a mãe negra dos pântanos de Makgadikgadi, no Nordeste de Botsuana.


A cor da pele é um detalhe na adaptação aos diversos locais e climas que conquistamos na primeira diáspora, quando saímos da África para o mundo.


Não é a cor da pele que nos dá o grau de pureza no agir e no se posicionar e, sim, o grau de informações que acumulamos na grande conquista do homo sapiens, um africano, a região da fronte, onde está concentrada toda nossa capacidade de ver, enxergar, analisar e concluir.Esta área ey que nos diferencia dos outros hominídeos ( macacos sem rabo).

Tentar impor regras aos iguais para torná-los desiguais é o egoísmo de gerações que sob antolhos se viram presos aos grilhões da ignorância no seu sentido amplo (gnos).


Somos filhos da mesma mãe, negra por excelência, e não adianta remédio algum ou produto alvejante, que nada tirara de dentro de nós a herança de nossos ancestrais africanos, o DNA Mitocondrial da grande Mãe de Botswana.


A cor da pele é um mero detalhe evolutivo, nada mais.

Tenha um dia com as bençãos da grande Mãe.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page