top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #230 - Enxergar e ver

Na frieza dos dicionários, enxergar é sinônimo de ver. Dois verbos que significam a mesma coisa, o poder de visualizar algo ou alguém.


A presença da luz seria o fator fundamental para que identifique-mos o que está ao alcance dos nossos olhos.


Esta é uma maneira simplista de entendermos o que é ver e o que é enxergar.

Creio que existam diferenças marcantes entre os dois. Quando você vê algo, delineia o seu por fora, forma e volume. Quando caminhamos pela intransitividade do verbo enxergar, teremos, então, a face que o distingue de ver: ser capaz de distinguir, de discernir sobre o que nos mostra a visão.


É mergulhar no por dentro, no âmago do que moramos. Enxergar é esmiuçar, é conseguir montar todas as peças do quebra-cabeça que a vida coloca à nossa frente naquele instante. Ver é imediato, enxergar exige interação entre o hoje e o que já vivemos.


Que as imagens que surjam à nossa frente esta semana possam ser decodificadas pelo olhar de dentro, que possam ser enxergadas no seu todo, o que é e qual o seu significado, a sua mensagem, mais próxima do verdadeiro possível.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page