top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #214 - Os contrastes

Ah! Os contrastes da vida.


Ter que decidir entre o sim e não, dia e noite, feio e bonito, calor e frio.

Os contrastes não significam o certo e/ou o errado. São frutos de nossas percepções, nossos sentidos.


Uma experiência vivida na infância pode nos levar, por exemplo, a ter medo do escuro. Por isso, preferimos a claridade onde "enxergamos" o que está ao nosso redor e nos defendemos dos perigos que a escuridão nos impõe.

Por outro lado, acostumamos a dormir na ausência da luz com alguém contando belas histórias ao nosso lado. Duas situações que se perpetuarão e que farão parte das nossas escolhas, nossos contrastes.


Querer que todos achem que sua opinião de contraste predomine sobre a dos demais e tentar impor uma visão pessoal sobre a coletiva. O que não me agrada pode fazer a alegria de outrem. Viver entre os diversos, é aceitar os contrastes da forma como eles são. Nosso aprendizado de vivências é único. Tem cores e odores, vem através das sensações transmitidas pela pele ( calor, frio - afago castigo corporal...), é sonoro, tem sabores.


O contraste que nos choca pode passar desapercebido para muitos.

A diversidade nos contrastes é que nos ensina a ter nossa opinião, porém, respeitar as demais.


Parafraseando Caetano Veloso, " Não existe pecado atrás dos contrastes" porque, simplesmente, são o que são.


Tenham um belo dia nos seus contrastes".

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page