top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #26 - Perfeição

Cidadão perfeito, obra perfeita.


São termos que acostumamos a ouvir no dia a dia.


Todo filho para sua mãe é perfeito mesmo que prove o contrário. O olhar de sua mãe tem a pureza d'alma dentro de si.


Perfeito tem sua origem no latim, na fusão de PER (completamente - de todo) com FACERE (fazer), ou seja, fazer completamente. A perfeição é real e imaginária.


Para a mãe é a verdadeira perfeição, sua obra( seu filho-a). Na visão de outros não. Há quem ache uma pintura numa tela perfeita, outros não conseguem enxergá-la.


A música completa um poema, o poema completa a música, alguns a associam a momentos bons, outros não suportam ouvi-la.


A perfeição existe aos olhos de que a vê, num determinado momento; amanhã, aos mesmos olhos, poderá estar cheia de imperfeições.




6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page