top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #186 - O novo

O novo sempre nos atrai. É um enigma que tentamos decifrar. Sempre estamos à procura do amanhã e o novo é sinônimo de futuro. O que surge brilha aos olhos do jovens, porém, o olhar baço dos mais velhos não é uma negação ao que se apresenta e, sim, o acúmulo de experiências passadas, em que todo jovem por ser jovem é um contestador crendo que o futuro lhes pertence; todos que ultrapassaram a juventude a veem como o aqui e agora, procurando o que seria o melhor para viver bem o amanhã.


Não abandonemos o novo, mas sua absorção merece a prudência para nós acumulamos nas prateleiras do ontem.


O novo é bem vindo, mas nem sempre é o melhor para o momento. Pensemos nisto. É preciso amadurece-lo para que seja palatável e eterno.


Tenham um belo dia NOVO.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Σχόλια


bottom of page