top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #184 - Sensatez

Muitas vezes nos pedem para sermos sensatos nas nossas atitudes e decisões.

Sensato deriva da palavra latina SENSUS, que nos remete a percepção, sentimento, derivada de SENTIRE, sentir.


A própria etimologia do verbete latino está ligada com uma análise prévia do tema que exige a SENSATEZ.


Ser sensato não é concordar simplesmente e, muito mais, é tomar conhecimento do assunto em pauta, analisar e dar credibilidade merecida. Não se pode e não se deve ser sensato todo tempo. Por em dúvida assuntos não totalmente definidos não é ser INSENSATO, e sim daro-mo- nos a oportunidade de lucidamente decidirmos, o que, como e de que forma, queremos do tema em lide.

SENSATEZ não é sinônimo de SIM, de concordância. É o produto de uma análise interior que permite que cresçamos ao demos SENSATOS.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page