top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #175 - Adubar

Num "Passe de Mágica", e com possibilidade que muitos vêem, a chegada de um novo ano é como se tivéssemos uma varinha de condão para transformar os empecilhos do passado em estradas abertas que nos levem somente às boas conquistas.


Sonhar, como diz a música, não custa nada, mas do sonho a realidade, existe um espaço a ser trilhado e que não começa no amanhã e sim no ontem.


As conquistas do novo ano são alicerçadas no ano ou em anos anteriores.


Não se apaga as páginas da vida escritas, e serão elas e não uma vara de condão, num passe de Mágica quem dará o norte do novo ano.


Quem adubou a terra e plantou a semente do futuro, a verá germinar, quem não planejou, verá os dias passar a sua frente como filme onde só tem o direito de assistir.


Adubem sua terra, plante suas sementes para colher os frutos não no próximo ano mas, em todos os outros que virão.


Esta é a mágica.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page