top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #153 - Dar Ciência

Dar ciência não é sinônimo de obediência. Ao dar ciência, o EU predomina; na obediência, o TU.


Dar ciência significa informar, notificar, é obediência a submissão.


Se apreciamos um doce, compramos e o saboreamos: é uma ação do Eu agradando a si mesmo. Esta ação não está regida por regras ou ditames.


Podemos até informar a quem está junto de nós o momento prazeroso de satisfazer nosso desejo, o que é diferente da ditadura dos passos dados.


Cada passo que damos temos que comunicar o porquê o fizemos.


Comentamos alhures sobre o que a igreja chama de EPIQUEIA, omitir um fato a bem da verdade.


Ocorrências nos caminhos da vida que só a nós pertence, afinal o EU vem sempre na frente do TU. Na vida tudo começa dentro de nós, se SIM ou se NÃO.


Cabe o que nos acompanha ser notificado de nossa decisão e não seguirmos suas regras rígidas em obediência total.


A vida é mais leve quando a tornamos leve.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page