top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #119 - Onisciência

Existe um momento da vida que nos tornamos oniscientes, não por sabermos de tudo e sim por ter vergonha de não saber a resposta, criamos então uma. Neste momento nosso ego fala mais alto, não podemos demonstrar nosso desconhecimento.


Naquele instante, na nossa visão, não saber nós deixaria frágil perante a quem pergunta, tínhamos que ser superiores.


Com o passar do tempo descobrimos que somos mais fortes e sinceros quando dizemos: não sei, vou procurar saber para te responder.


A onisciência é uma utopia. Sabemos muito do pouco; o universo dos saberes foi criado para dividirmos o conhecimento.


Não tenha receio do não saber: esta é a chave que nos abre as portas do conhecimento. Não tenha vergonha por não ter a resposta, porque crescemos no desconhecimento, procurando essas respostas. Tenham um belo dia de novos saberes.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page