top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #115 - Primavera

Estamos saindo dos tempos de hibernação (inverno) para o primeiro verão (primavera).


A natureza volta a se colorir, os pássaros a trinar. Abrimos nossas janelas para deixar os raios de sol nos aquecer.


E tempo de amar e ser amado, em todas as suas versões. Deixamos o calor das cobertas, para nós aquecermos com a energia do convívio, do encontro, da semente da renovação.


Primo Vera, primeiro verão, onde a vida e o viver se fazem plenos dentro de nós. Hora de plantar; hora de colher.


Saboreie a Primavera em todos os seus sentidos, porque, se pudéssemos atribuir lhe um sinônimo este sem dúvida seria a ESTACÃO DO AMOR.


Viva-a na sua plenitude, porque quem marca sua passagem são os ponteiros do nosso OKAN ( coração).

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Commenti


bottom of page