top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #06 - Amor

É comum ouvir " vamos fazer amor". Amor não é um ato concreto, não se constrói colocando tijolo sobre tijolo.


O amor não é palpável nem mensurável. É um sentimento que tem sua nobreza, mil faces e, em cada, um olhar diferente, um brilho próprio. Amor e coração se interligam por caminhos diversos, mas que se concentram num sentimento maior.


O amor não é massa que se mistura, não são peças de quebra-cabeça que se interligam, a relação entre duas pessoas que se amam e consequência e não causa: é o ápice do amor puro porque surge naturalmente de uma semente plantada que cria raízes e nos envolve sem percebermos.




1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page