top of page
  • José Leonídio

Pílulas Literárias #05 - Sinais

Os sinais existem e têm uma função.


Verde, amarelo, vermelho. Nos acostumamos a entendê-los desde muito novos. Sigam, tenham atenção, parem. Quando não seguimos suas orientações nos colocamos em risco. Da mesma forma acontece conosco: sinais surgem nos indicando o que fazer, qual caminho ou decisão tomar.


Por vezes não enxergamos ou insistimos no que achamos melhor. Lá na frente é que veremos que aquele era um sinal de advertência. Nosso siga, atenção e pare está dentro de nós e nós sinaliza de alguma forma o rumo a tomar. Por vezes sinais concretos, por outras, a dúvida, ou, então, o perigo que nos espera. Não despreze o mago que existe dentro de você que, por enxergar adiante, avisa.


Nós é que temos que aprender a interpretá-los e a tomar nossas decisões. O verde, amarelo e vermelho estão dentro de nós, cabe a nós percebermos.




19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Pílulas Literárias #246 - Prazer

As palavras vão tomando novos sentidos, com o passar dos anos, dos séculos. Um exemplo é a palavra Prazer, que, na sua origem latina “Placere”, remetia-se a: “aceito”, “querido”, que, por sua vez, es

Pílulas Literárias #245 - Encontro

Existem duas formas distintas e antagônicas no sentido da palavra encontro. Se usamos como direcionamento, a preposição "a", acrescida do artigo "o" , ou seja, "ao encontro", não existem barreiras que

Pílulas Literárias #244 - Conversa

Nada é mais salutar do que uma conversa aberta, em campo neutro. O antigo papa de botequim, sem hora marcada, sem tempo definido, quantas arestas foram quebradas, não pelos valores etílicos e, sim, po

Comments


bottom of page